Readequação das Estações Tubo

Readequação das Estações Tubo

Apresentamos no Congresso Internacional das Cidades, uma ideia para readequar as estações tubo da cidade de Curitiba. Sabemos que mais de 53 pontos foram detectados como “vulneráveis” pertencentes ao atual modelo, dentre eles a dificuldade de conforto térmico, complicações na manutenção das plataformas elevatórias, e o problema de fluxo entre embarque e desembarque. A troca por um novo modelo de estação que vença todos esses pontos críticos é demorada e onerosa e requer um estudo elaborado, por isso elaboramos possíveis adequações que possam minimizar ou eliminar os atuais problemas existentes. O projeto foi desenvolvido juntamente com nossos parceiros do Estúdio Let’s.

Adequações realizadas:

  • A partir da estrutura tubular existente, adaptamos extensores metálicos que permitem um novo arranjo estrutural, o qual mantém a originalidade da estrutura mas possibilita novos sistemas de aberturas para a estação.
  • A aplicação de brises controlam a incidência de raios solares.
  • Inclusão de  banheiro interno para utilização dos funcionários.
  • A cabine de atendimento seria blindada para segurança do cobrador.
  • Paineis de vidro com dupla camada para garantia do conforto térmico.
  • Piso com armazenamento de energia por meio do impacto de pedestres.
  • Portas de correr com instalação para a parte externa, liberando mais espaço interno.
  • Instalação de painéis solares para reaproveitamento de energia.

 

Ficha Técnica:

Local: Curitiba / PR
Data de início do projeto: 2014
Arquitetura: Estúdio Coletivo – Guilherme de Macedo, Josehenrique Zuchi, Marcus Vinícius, Alexandre Chien, Gihad Abdala El Khoury e Thiago Suzuki em parceria com o Estúdio Lets (autores);
Imagens: Estúdio Coletivo e Estúdio Lets