Toy – Uma estrutura de estímulos

Toy – Uma estrutura de estímulos

O Toy é um workshop que possibilita buscarmos na motivação da própria arquitetura,  instrumentos para confrontar problemas que nos passam desapercebidos na maioria das vezes.  Um deles é o universo da paralisia cerebral.

Como poderíamos ajudar pessoas com paralisia cerebral a viver uma experiência diferente? E que ao mesmo tempo isso pudesse servir de estimulo para superar obstáculos.

Assim, a partir de uma visita técnica no Pequeno Cotolengo (Instituição de Atendimento a pacientes com Paralisia Cerebral) pudemos observar a realidade dos pacientes e entender um pouco mais sobre essa condição.

Em busca de mais de informações técnicas, realizamos um encontro para apender mais sobre o assunto com especialistas da área, e sentir na pele por meio de uma dinâmica realizada pela Dr. Vanessa Comassetto.

Com uma base maior sobre o assunto acreditamos ser possível desenvolver uma estrutura de estímulos que permite com que o paciente da paralisia cerebral possa experimentar de acordo com suas condições, uma estrutura que permita uma imersão em odos os sentidos, tato, paladar, oufato, audição e visão. E assim, nos encontros seguintes foram desenvolvidos ensaios para essa estrutura de estímulos.

Agradecimentos:

Pequeno Cotolengo, Felipe Guerra, Perverts Cenografia, Atelier Bistrô e aos demais envolvidos.